Rejunte – Como escolher? + Cores, tipos e dicas na hora de aplicar!

Durante a obra são muitas decisões a serem tomadas, e uma delas é em relação ao rejunte. Isso mesmo, até nesses detalhes é preciso pensar, e a escolha do rejunte pode ser determinante para a durabilidade do material e visual estético do piso assentado.

E se você não faz ideia de qual o melhor tipo de rejunte, no post reunimos todas as informações que você precisa para decidir pelo tipo ideal.

dicas sobre rejunte

Como escolher o rejunte ideal?

O rejunte tem como função principal preencher os espaços entre os revestimentos e evitar infiltrações entre as peças já assentadas.

Desse modo, cada tipo de piso e local onde será assentado pode determinar o tipo de material usado nas juntas.

Tipos de rejunte

Para fazer a escolha ideal do rejunte, trouxemos uma tabela comparativa entre os tipos e em seguida as especificações de cada uma das opções.

tipos de rejunte

A tabela apresenta as características de cada tipo de material

Rejunte epóxi

O rejunte epóxi é conhecido por ser um dos mais resistentes e de alta durabilidade, e isso implica no custo, já que o material é um dos mais caros entre os tipos de rejuntes.

Sua composição é a base de resina epóxi e endurecedor com cargas minerais, o que faz com que esse tipo de material ganhe bastante resistência.

A aplicação do epóxi é uma das mais complexas e para um acabamento de qualidade é preciso fazer um trabalho minucioso evitando que o rejunte seque sobre o revestimento, uma vez que isso pode danificar o piso.

VEJA  Sanca de Gesso – O que é, Preços & 70 Modelos Impressionantes!

Esse tipo de material apresenta textura extralisa, e por isso é altamente impermeável, sendo indicado para áreas úmidas e regiões litorâneas, uma vez que é bastante resistente a fungos e manchas.

Para a aplicação do epóxi entre os pisos, a distância indicada entre uma peça e outra é de 3 mm.

 

Rejunte acrílico

Outra versão bastante utilizada entre os revestimentos é o tipo acrílico, material composto por resina acrílica, cimento agregados minerais, pigmentos, adtivos e polímeros; e que é vendido pronto para aplicação, o que facilita a obra.

O acabamento dessa versão apresenta aspecto liso entre as peças e isso faz com que a junta seja impermeável, o que torna a opção ideal para banheiros e cozinhas.

O preço desse tipo de material é de custo intermediário, e é uma opção mais barata que a versão epóxi.

Para a aplicação entre as peças de piso ou azulejo, a distância indicada é de 1 a 3 mm.

 

Rejunte cimentício

Uma das versões mais conhecidas e utilizadas, essa opção tem a vantagem de ser a mais barata em relação aos outros tipos.

A composição da versão cimentícia é um mix de cimento, agregados minerais, aditivos especiais e pigmentos para dar coloração ao rejunte.

O acabamento desse tipo de material apresenta aspecto áspero e pode não ser a melhor opção para áreas molhadas, já que a superfície áspera pode absorver água e apresentar mofos.

Para a aplicação entre as peças, a indicação é de distância entre 3 e 10 mm, o que costuma aparentar uma junção mais espaçada entre os pisos e rejuntes.

 

Cores de rejunte

Além de escolher pelo tipo do material, outra opção que deve ser levada em consideração no momento da escolha é a cor, detalhe que pode ter um grande impacto visual e estético nas junções.

pisos e cores de rejunte

As cores podem ter impacto neutro ou de destaque diante do piso ou rejunte

 

VEJA  Torneira Gourmet: Como escolher? Dicas e + de 20 modelos

Nesse caso, dividimos as opções de cores em 3 nichos:

  • Cores contrastantes: nessa categoria a ideia é escolher por uma cor de junção que contraste com a cor do piso, de modo a destacar mais o piso e a junção entre as peças. Um exemplo bastante comum é usar piso branco com rejunte preto; ou azulejo branco com rejunte colorido, como vermelho.
  • Cores neutras: como o próprio nome já diz, a ideia aqui é a naturalidade, de modo a deixar a junção menos marcada. Assim, as cores neutras como bege e tons off-white costumam ser as opções mais usadas.
  • Cores entonadas: nessa opção a ideia é usar a cor do piso e do rejunte bem próximas, mantendo a mesma tonalidade entre os revestimentos e a junção, o que cria a ideia de continuidade entre as peças.

 

Seguindo as dicas que separam as possíveis combinações entre revestimento e junção, há uma infinidade de cores, que vão desde os tons tradicionais como branco, bege, marrom e preto, até opções coloridas como verde, rosa, laranja, entre outros. Assim, fica a seu critério a escolha da cor.

cores de rejunte

Rejunte ideal para cada ambiente

Rejunte para salas e quartos

Para o acabamento em pisos da sala e dos quartos, a escolha do rejunte não precisa ser uma opção com alta resistência a infiltração, já que esses cômodos não estão em contato direto com água.

Assim, a opção a ser utilizada pode ser rejunte cimentício, já que essa versão é mais barata e de boa qualidade.

rejunte para piso que imita madeira

No quarto, o rejunte é de cor próxima do piso que imita madeira

sala com piso de porcelanato

Na sala com porcelanato polido, a escolha foi pela junta em tom off-white

sala com piso porcelanato

Para a sala, a junção mais fina e discreta dá ideia de continuidade ao piso que imita mármore

quarto com piso cerâmico

No quarto, a junção é mais clara que a cor do piso de porcelanato

rejunte para quarto e sala

Rejunte para cozinhas e banheiros

Os ambientes como cozinhas e banheiros costumam estar em contato mais frequente com água, e por isso é ideal uma opção de junção que seja mais resistente a infiltração.

VEJA  Telha Esmaltada – Vantagens, Preços & Fotos de Modelos e Cores!

Nesse caso, vale optar pela opção acrílica ou epóxi, já que ambos possuem boa qualidade.

banheiro com ladrilho hidráulico

No banheiro, a junção clara aparece entre as pastilhas e entre os ladrilhos hidráulicos

banheiro com rejunte colorido

A junção colorida destaca os azulejos brnacos

cozinha com azulejo metrô e rejunte preto

Entre as peças de azulejo metrô branco, juntas na cor preta

rejunte para pastilha sextavada

As juntas entre as pastilhas sextavadas são em tom de off-white

 cozinha com piso que imita cimento queimado

Na cozinha, o piso que imita cimento queimado tem junção fininha entre as peças

rejunte para cozinha com piso branco rejunte para cozinha e banheiro

Rejunte para piscina

Para a piscina é imprescindível usar um acabamento com alta resistência a infiltração, e nesse caso o tipo epóxi é o mais indicado.

Essa versão é ideal para piscinas, já que evita infiltrações através da junção dos revestimentos, além de ter acabamento extraliso, o que facilita a limpeza da piscina.

rejunte para piscina

piscina de pastilhas azul

Para a piscina de pastilhas azuis, a junção é em tom de cinza

rejunte piscina de pastilhas

As pastilhas verdes ganham destaque com as juntas em tom claro

Como aplicar rejunte? #dicas

  • Distância: para manter a distância entre as peças sempre iguais, não é possível contar apenas com o olho, e nesse caso, é indispensável o uso de espaçadores, que são pequenas peças de plástico que são colocadas entre as quinas dos pisos, de modo a manter a mesma distância entre as peças que estão sendo assentadas, e assim garantir a mesma espessura entre as juntas de todos os pisos.
distância ideal para rejunte

Os espaçadores garante a mesma distância entre os pisos

  • Aplicação: nessa etapa é indispensável ler as orientações do fabricante, de modo a preparar o material da maneira correta e fazer a aplicação e a limpeza com o tempo certo. Em geral, a esponja costuma ser bastante usada para finalizar a aplicação.

 

 

E se você quer descobrir um pouco mais sobre esse tipo de acabamento, vale ler esse post sobre rejunte para porcelanato, que traz dicas de qual tipo ideal para aplicar entre pisos de porcelanato.

 

Agora é só seguir as dicas e fazer a escolha ideal para cada ambiente, visando o acabamento estético, mas também a durabilidade do material.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *