Adubo Orgânico【2021】► Tipos | Vantagens | Como fazer fácil

O adubo orgânico é um dos insumos mais utilizados na agricultura, e uma alternativa para quem opta por uma produção natural com uso de fertilizantes orgânicos.

Mas será que você sabe a importância e os tipos de adubo orgânico? Se você tem dúvidas sobre o assunto, no post reunimos tudo o que você precisa saber sobre esse adubo natural e ainda trouxemos dicas para fazer o próprio adubo em casa.

adubo organico

O que é adubo orgânico?

O adubo orgânico é um fertilizante natural para solo rico em nutrientes e que pode ser constituído de resíduos de origem animal e vegetal, como folhas secas, grama, restos vegetais e de alimentos, esterco animal e outros compostos que são capazes de se decompor.

Esse adubo é utilizado na agricultura por quem dá preferência ao uso de produtos naturais e não prejudiciais ao solo.

A composição é feita com materiais que sofrem decomposição e podem ser utilizados de diferentes maneiras para suprir as necessidades do solo.

Quais as vantagens de utilizá-lo? 

O uso do adubo natural é repleto de benefícios, e algumas das vantagens de utilizar as variações orgânicas são:

  • Manutenção da temperatura: os adubos naturais são mal condutores de calor e capazes de armazenar água, diminuindo as oscilações de temperatura no solo ao longo do dia.
  • Diminui erosão: a capacidade dos adubos naturais em reter água é uma vantagem pois agrega melhor o terreno, diminuindo a erosão no solo.
  • Estimula a biodiversidade: o uso de adubos naturais estimula o desenvolvimento de uma biodiversidade rica no solo. Assim, micro-organismos e fungos encontram um ambiente favorável e auxiliam no desenvolvimento da planta.
  • Prática sustentável: o adubo natural é uma alternativa de reduzir o descarte de resíduos, tornando o lixo orgânico rico para o solo, o que se torna uma prática sustentável, além de não contaminar o solo com fertilizantes químicos.

Principais tipos de adubo orgânico

Quando o assunto é adubo orgânico, esse fertilizante natural não se resume a um único tipo, e se você quer conhecer os tipos de adubos naturais, trouxemos uma lista das principais variações.

 

Esterco de animais herbívoros

Esse tipo de adubo também é denominado de estrume, esterco de gado, cavalo, ovelha e outros animais em herbívoros.

Para esse tipo de adubo é necessário curtir os dejetos dos animais criando um montante no chão e revirando o monte a cada 3 dias, mantendo a umidade necessária para que ocorra a decomposição. O processo todo dura cerca de 1 mês até que o adubo fique pronto para uso.

tipo de adubo de esterco

O esterco deve ser oriundo de animais herbívoros

Compostagem

O adubo criado a partir de compostagem utiliza restos de alimentos e materiais orgânicos, como grama e folhas secas. Nesse processo é necessário o uso de composteiras, que devem ser caixas escuras que ajudem na composição dos materiais depositados. A primeira caixa da composteira deve receber resíduos diariamente para alimentar o sistema; assim, esses resíduos devem ser cobertos também por folhas. Na segunda caixa, é necessário ter húmus e minhocas para ajudar no processo; enquanto a última caixa recebe a formação do fertilizante líquido, denominado de chorume.

tipo de adubo organico com compostagem

A compostagem utiliza restos de alimentos

Húmus de minhoca

As minhocas são animais capazes de formar um solo rico em nutrientes, e para o processo de formação desse tipo de adubo é necessário fazer um viveiro com 3 camadas.

A primeira camada deve ser uma mistura de terra, minhocas, restos de alimentos e plantas. A segunda camada deve ser composta de materiais depositados pelas minhocas; e a terceira camada é o chorume, um adubo líquido que escorre das outras 2 camadas.

tipo de adubo organico

Adubo orgânico de grama

O adubo natural também pode ser feito com a grama cortada, utilizando o gramado cortado com uma cobertura morta para a horta ou jardim.

Esse tipo de adubo é uma fonte de nutrientes como nitrogênio e também ajuda na manutenção da umidade do solo, diminuindo a necessidade de regas e protegendo o solo das baixas temperaturas e proliferação de fungos, plantas daninhas e insetos. Para utilizar esse tipo de adubo, basta distribuir a grama recém cortada por canteiros e hortas.

adubo organico de grama

A grama recém cortada pode ser usada como adubo natural

Adubo de borra de café

Até mesmo a borra de café pode ser utilizada como adubo e é ótima para afastar lesmas e caracóis, além de ser um adubo rico em fósforo, potássio e nitrogênio. Para uso da borra, depois de coar o café, distribua a borra nas plantas e mudas.

adubo organico de borra de cafe

A borra de café afasta lesmas e caracóis

Adubo de casca de ovo

Esse adubo natural é rico em cálcio e potássio, além de dar resistência às plantas e diminuir a quantidade de larvas que podem prejudicar o crescimento das espécies. Para utilizar casca de ovo como adubo, lave bem as cascas e depois triture-as em um liquidificador criando grãos pequenos. Distribua as cascas já trituradas ao entorno das mudas e plantas.

adubo organico de casca de ovo

Quais os cuidados necessários?

Mesmo sendo de origem orgânica e natural, a produção de adubo exige cuisdados distintos de acordo com o tipo de adubo.

Nos adubos do tipo compostagem e húmus de minhoca, a atenção deve ser diária e a necessidade de abastecimento com resíduos todos os dias deve fazer parte da rotina para manter o sistema. Além do abastecimento, também é importante observar sinais como problemas de mau cheiro, proliferação de larvas e insetos.

Para o adubo feito de esterco animal, é importante observar se durante a decomposição não está juntando insetos e larvas, e isso pode ser um sinal de que o adubo está excessivamente úmido. Para evitar esse tipo de problema, é ideal manter a umidade baixa para que a decomposição seja eficiente.

Outro cuidado com o esterco animal é garantir que antes de utilizado o material esteja bem curtido, evitando o mau cheiro e também a possibilidade de queimar as plantas.

Como fazer adubo orgânico caseiro? – Passo a passo

Para fazer adubo orgânico, é essencial ter uma fonte de matéria orgânica, ou seja, produtos que em decomposição formam uma mistura rica em nutrientes e ideal para enriquecer o solo.

Considerando a necessidade da fonte de matéria orgânica, trouxemos um passo a passo de como fazer adubo através de compostagem.

 

Materiais:

  • Recipiente fundo para depositar o composto
  • Recipiente para ficar embaixo da composteira e colher o chorume
  • Matéria orgânica (folhas secas, serragem, frutas, borra de café, grama, etc)

 

Como fazer:

  • Para fazer uma composteira caseira, pegue o recipiente para depositar o composto e faça furos no fundo para que o chorume possa passar;
  • Embaixo desse recipiente, coloque o outro recipiente para colher o chorume;
  • Para preencher o recipiente do composto, siga proporção de 2 vezes resíduos marrons (folhas secas, papelão, serragem e folhas de jornal), e uma vez resíduos verdes (frutas, grama viva vegetais, borra de café);
  • Crie camadas com os resíduos marrons (ricos em carbono) intercalando com os resíduos verdes (ricos em nitrogênio), criando uma camada de nitrogênio seguido de 3 camadas de carbono;
  • Durante as semanas seguintes, a mistura vai se transformando em um adubo orgânico, e o adubo está pronto para uso quando os restos ficam sem cheiro e com aspecto de terra.

como fazer adubo organico

 

E se você tem dúvidas do que colocar na sua composteira caseira, trouxemos uma lista do que pode ir e do que não pode ir para a composteira no momento de fazer adubo orgânico. Assim, você escolhe os compostos orgânicos que são essenciais e contribuem para a formação do fertilizante natural.

Lista do que pode ir e o que não pode ir na composteira
O que pode ir O que não pode ir
Folhas de jornalAlimentos preparados e temperados
Folhas secas e restos de podasCinzas e bitucas de cigarro
PapelãoGorduras e óleos
Pó de café e coador de papelProdutos de origem animal
Raízes e grama secaResíduos de animais de estimação
Restos de cascas de frutas, legumes e verdurasVegetais doentes
Saquinho de chá
Serragem de madeira

 

Você já é adepto(a) do uso de fertilizante natural? Se sim, conte-nos qual o tipo você mais gosta.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *