Plantas para Jardim Vertical – Como Escolher? 26 Dicas Especiais!

Escolher as plantas para jardim vertical não é lá uma tarefa muito fácil. Há cuidados específicos para cada espécie e um protocolo para seguir a fim de garantir o bom desenvolvimento, cultivo e a beleza das plantinhas.

Afinal, esse tipo de jardim não é convencional, no qual se tem um canteiro livre para o plantio de flores, plantas de raízes curtas e longas, além de árvores.

Trata-se de um jardim que, como o próprio nome indica, é construído verticalmente. Com a ajuda de uma estrutura, que pode ser em madeira, feito ou bambu, por exemplo, ele é montado com vasos e jardineiras variadas, de acordo com o estilo de decoração que você definir.

Além dos jardins com plantas naturais, a saber, há aqueles com as artificiais, que podem ser perfeitos para ambientes comerciais ou quando não há muito tempo para cuidar. Leia mais: Jardim Vertical Artificial: O que é? – 55 Inspirações Belíssimas!

Plantas para jardim vertical

Plantas para jardim vertical: há aquelas para usar em áreas internas ou externas!

Os vasos são pregados nessa estrutura ou então diretamente na parede – o que não é muito indicado caso você não queira fazer furações ou more de aluguel, por exemplo.

A saber, pode-se usar qualquer tipo de vaso, bem como recipiente para o cultivo de plantas para jardim vertical. A escolha dependerá do tipo de muda a ser plantada. Pode ser pequeno ou médio, já que um grande pode não ser adequado para se por na parede.

Plantas para jardim vertical

As plantas para jardim vertical podem ser colocadas em vasos ou paredes

As floreiras / jardineiras também são muito utilizadas nesse caso. Com elas dá para plantar temperos, flores ou então mais de uma espécie para dividir o mesmo vaso, se desejar.

Além dos vasos comuns que são geralmente comprados em lojas especializadas ou de utilidades, você pode apostar em garrafas PET, latas de alumínio ou então sapateiras plásticas para abusar da criatividade.

Plantas para jardim vertical

Quais as melhores plantas para jardim vertical? Conheça aqui com a gente!

Não importa o vaso, o que você realmente deve se atentar é quanto as melhores espécies para plantar em um jardim vertical.

Para você ficar por dentro do assunto, elaboramos um post completo que mostra uma lista com as plantas e flores mais indicadas, diversas dicas e imagens para você reconhecer. Confira com a gente!

Melhores Plantas para Jardim Vertical

São muitos os tipos de plantas que podem ser usadas em jardins verticais. Mas quais exatamente?

Essa é uma questão muito presente entre quem gosta de jardinagem e quer investir em um modelo de jardim não convencional, como o vertical.

Plantas para jardim vertical

As plantas para jardim vertical estão super na moda atualmente. Invista!

A seguir você poderá conhecer tópicos referentes aos principais tipos de plantas para jardim vertical, bem como suas principais características. Confira!

Em Vasos

Como falamos anteriormente, não é qualquer uma que pode ser plantada em vasos pequenos ou médios, que são os mais indicados para esse modelo de jardim.

Por conta do espaço disponível, devem ser espécies que tenham raízes curtas e de porte pequeno. Ou seja, as raízes não podem tender a se expandir muito a ponto de precisar sair do vaso. Se for assim, certamente a planta irá morrer.

Plantas para jardim vertical

Vasos e floreiras podem ser usados para por plantas para jardim vertical

E quando dizemos “porte pequeno” não devemos incluir nessa lista os bonsais, que são as árvores em miniatura. Elas são muito robustas e ficam muito melhores em vasos que são fixos no chão, para ter uma base sólida para seu crescimento e sua exposição mais segura.

VEJA  56 Modelos de Terrário com Plantas e Como fazer!

Há muitos modelos de vasos que podem ser usados em jardins verticais, sendo que existem aqueles que possuem um dos lados achatados para que a fixação na parede / base seja mais eficiente.

Leia mais sobre o assunto: Vasos para Jardim: Modelos, Dicas e + de 90 fotos para inspirar

Em relação às flores e plantas para esses recipientes, selecionamos abaixo que são os mais indicados segundo os especialistas no assunto. Fique por dentro!

Dinheiro em penca / Tostão

Callisia Repens é o nome científico da plantinha charmosa do “dinheiro”. Ela é chamada assim por conta de seu formato arredondado, lembrando uma moeda. Algumas pessoas a conhecem também como tostão ou então como mosquitinho.

É uma boa planta para cultivar em vasos no jardim vertical, não necessitando de muito espaço. Além de proporcionar beleza, a “dinheiro em penca” tem a fama de evocar a prosperidade para o ambiente no qual ela está. Por isso também que é muito usada em projetos de Feng Shui.

dinheiro em penca

Dinheiro em penca

Peperômia

Nativas do Brasil, as peperômias tem as folhagens pendentes, dando um aspecto bem leve ao projeto de paisagismo. Há vários tipos delas, sendo que as diferenças são enxergadas nas próprias folhas, com colorações e traços típicos.

Ela é fácil de cuidar, contudo, no verão demanda mais regas. Além disso, ela é indicada para ambientes internos onde não bate sol diretamente.

Peperômia

Peperômia

Lambari Roxo

Com folhagens que mesclam verde, dourado e roxo nas pontas, a lambari é extremamente ornamental e pode ser colocada em vasos. As folhas cairão e formarão um belo efeito visual.

A saber, ela é mais indicada para ambientes onde há sombra e meia sombra. Nos vasos, segundo especialistas, é recomendado usar adubação leve e as regas devem ser mais frequentes.

Lambari Roxo

Lambari Roxo

Grama preta

Pode parecer estranho em um primeiro momento, mas a grama preta também pode ser cultivada em vasinhos. Por não ser uma gramínea comum, ela não suporta pisoteios e por isso não é indicada para o revestimento do chão.

Dessa forma, pode ser uma dica bacana para você diferenciar seu projeto de jardim vertical. Ela pode ser usada tanto em placas como em vasos pequenos ou médios.

Grama Preta

Grama Preta

Avencão

Conhecida por sua delicadeza, o avencão – adiantum macrophylla – é um tipo de avenca, mas com as folhas maiores. No aspecto esotérico, ela é muito recomendada espantar “mau-olhado”. Alguns dizem que suas folhas murcham quando há alguém invejoso no local.

O avencão é de fácil adaptação, mas necessita de calor, umidade e luminosidade para ter um bom desenvolvimento. O sol direto, por sua vez, não é indicado.

É preferível plantá-la em vasos de barro e tomar cuidado com o encharcamento. Por isso que o recipiente deve ter um sistema de drenagem da água, para que isso não ocorra.

Avencão

Avencão

Flor Batom

A Flor Batom é tropical e suas inflorescências avermelhadas surgem no verão para embelezar seu jardim vertical. As folhagens são pendentes e por isso ficam lindas em vasos suspensos.

Uma dica bem bacana para quem quer apostar nessa planta é usar placas de coco para criar o jardim. O ambiente de plantio ideal é aquele com bastante luminosidade.

Flor Batom

Flor Batom

Resistentes ao Sol

Se você tem uma varanda onde bate bastante sol, seja casa ou apartamento, pode ter um belo jardim vertical investindo nas plantas certas.

Há plantinhas que são mais indicadas para ambientes com luz solar direta, não ressecando ou morrendo com esse contato.

Selecionamos algumas espécies que possuem essa característica, fique por dentro!

Barba de Serpente

A planta Barba de Serpente é muito usada em projetos de paisagismo, sobretudo atualmente em jardins verticais. Ela pode ser cultivada em vasos ou jardineiras, conferindo um visual interessante a esse cantinho por conta de suas folhas curvadas e pendentes.

VEJA  Chafariz para Jardim: Fotos, Modelos e Estilos para Escolher

Segundo especialistas ela é excelente para ambientes com sol pleno ou então meia sombra. Apesar disso, no inverno também se mostra ultra resistente.

Barba de Serpente

Barba de Serpente

Colar de Pérolas / Rosário

Essa planta linda e delicada é nativa das regiões de deserto da África e, dessa forma, se adaptam perfeitamente em locais muito quentes e com luminosidade natural. Ela ganhou esse nome por conta do formato de suas folhas – a saber, são bem redondinhas e se assemelham a ervilhas.

Trata-se de uma planta com grande potencial ornamental, fácil de cultivar, sobretudo em vasos, necessitando somente de replantio a cada dois anos.

Colar de Pérolas

Colar de Pérolas

Flor Canhota

Nativa da Austrália, a flor canhota tem esse nome por suas flores terem um formato semelhante a uma mão. Os exemplares da foto abaixo são na cor lilás, mas há também azuis, assim como brancas. As flores brotam normalmente no verão.

Por ser uma flor tropical, aprecia ambientes com pleno sol. Em regiões mais frias ou então no inverno, elas resistem bem, mas quando cultivadas em estufas.

Flor Canhota

Flor Canhota

Jibóia

Certamente você já viu algum projeto de jardim vertical com jiboias, que é um tipo de trepadeira. Dependendo de sua maturidade, a saber, ela apresenta folhagens diferentes tanto no formato e tamanho quanto na coloração.

Ela pode ser usada tanto em ambientes internos quanto externos, sendo uma excelente opção para áreas que batem bastante sol.

Jiboia

Jiboia

Russélia / Flor de Coral

A Russélia é uma planta pendente com florescências lindas, que podem ser vermelhas, brancas ou então amarelas, capazes de deixar qualquer jardim super gracioso.

Quando colocadas em altitudes, consegue evidenciar o caimento de sua estrutura, garantindo um visual bem elegante. Pode ser plantada em vasos, bem como na estrutura de taludes, muros ou terraços.

Russélia

Russélia

Trapoeraba Roxa

Se você quer dar um toque de cor em seu jardim vertical a Trapoeraba Roxa é uma excelente pedida. Como o nome indica, ela é arroxeada, mas possui florescências pequenas na cor rosa, o que garante ainda mais capacidade de ornamentação.

Essa planta pode ser usada como forração ou então plantada em floreiras, sendo que se adaptam bem em ambientes com pleno sol ou meia sombra.

Trapoeraba Roxa

Trapoeraba Roxa

Tilândsia

A Tilândsia faz parte do maior gênero de bromélias, com mais de 400 espécies espalhadas pelas Américas. Sua característica principal é a fácil adaptação em qualquer ambiente, dos desertos aos climas tropicais.

Há três tipos principais que merecem ser citados e que têm a destinação variada. Primeiro vale falar sobre as com flores acinzentadas, ótimas para ambientes com muita luz solar e umidade. Estas só não suportam uma grande quantidade de regas, então tome cuidado.

Depois há as tilândsias recobertas por escamas e flores azuis. São melhores para ambientes com meia sombra e úmidos.

Outro tipo é a que tem folhas macias, encontradas facilmente em florestas com clima tropical e bem úmido. Segundo especialistas, são as melhores para quem deseja montar um jardim interno.

Tilândsia

Tilândsia

Na Sombra

Varandas e quintais onde não se bate sol de jeito nenhum ou então ambientes internos longe de janelas também podem ser decorados com um jardim vertical.

Se você tem por aí um espaço com sombra total, poderá escolher plantas ideais para se desenvolverem lindamente e durarem por bastante tempo mesmo com a ausência da luz solar.

Trouxemos diversas dicas de plantas para jardim vertical para você conhecer e compor seu projeto!

Samambaia

Somente no Brasil há mais de 1.000 espécies de Samambaias. Entre as principais estão, por exemplo: samambaia americana, samambaia paulista, samambaia prata, assim como samambaia havaiana.

Com folhagens pendentes impressionantes, elas não podem receber sol diretamente, pois correm o risco de queimar, perder a coloração e ainda secar. Por isso proteja-as em locais com sombra, somente com a iluminação indireta.

Samambaia

Samambaia

Véu de Noiva

Altamente ornamental, a planta Véu de Noiva possui folhas verdes escuro e pequenas florescências brancas, que nascem durante o ano todo.

É uma das plantas para jardim vertical mais indicadas para plantar em vasos e floreiras, sendo possível ornamentar espaços internos ou externos.

Véu de Noiva

Véu de Noiva

Antúrio

Muito famosa e usada em projetos diversos de paisagismo, sobretudo, em ambientes internos, a antúrio surge em muitas colorações. Se você tem um cantinho com sombra por aí pode apostar nela, pois diferente de outras flores, ela irá vingar surpreendentemente!

Antúrio

Antúrio

Liríope

Muito usada para forração por seu aspecto de grama, sobretudo quando está sem florescências. E por falar nas flores, estas têm forma de espiga ereta na cor lilás / roxa.

VEJA  JARDIM SIMPLES: 30 Ideias e Dicas econômicas Imperdíveis!

Sua fácil adaptação à sombra faz com que seja perfeita para forrar canteiros onde não bate sol, como sob copas de árvores, por exemplo. Dessa forma, é considerada excelente para jardins verticais internos.

Liríope

Liríope

Flor de maio

Para quem não sabe a famosa Flor de maio é um cacto. Apreciada há muitos e muitos anos no paisagismo, ela é boa opção para ambientes sombreados. As flores rosas são as mais conhecidas, mas elas também podem ser brancas, laranjas, bem como vermelhas.

Ela pode ser plantada em vasos isoladamente, floreiras junto a outras espécies e paredes preparadas para esse plantio.

Flor de maio

Flor de maio

Rabo de gato

Se você quer uma planta diferente em seu jardim vertical, pode considerar a Rabo de Gato. Ela leva esse nome por se assemelhar realmente ao rabo de um gato, chegando a ter aspecto felpudo.

Ela funciona bem tanto em ambientes ensolarados quanto com meia sombra e sombreados. Ou seja, é uma planta bem versátil e certamente vai se adequar ao seu jardim vertical.

Rabo de Gato

Rabo de Gato

Columéia

A Columéia tem folhagens robustas verdes e florescências pequenas e delicadas alaranjadas. Essas flores duram da primavera até o verão, sendo que se adaptam melhor em ambientes protegidos do frio.

Podem ser plantadas em vasos de plástico ou então em fibra de coco para dar mais charme ao projeto.

Columéia

Columéia

Vriésia

Esse é um outro tipo de bromélia ornamental, que se adequa muito bem a espaços com pouca luz solar. O interessante é que suas inflorescências podem ser de diversas formas, espigadas ou pendentes.

Elas não se dão muito bem em locais que têm sol direto, nem aqueles muito secos e frios. Para durar bastante, seu plantio deve ser em vasos ou floreiras com misturas próprias para sua espécie.

Vriésia

Vriésia

Singônia

Muito comum na decoração de interiores, a Singônia surge com folhagens diferenciadas de acordo com a sua maturação.

Ela é excelente para o plantio em vasos, médios ou grandes, podendo ser penduradas ou fixadas na parede. A saber, você pode apostar nela para jardins externos ou internos.

Singônia

Singônia

Babosa de pau

Com folhas em verde escuro super ornamental, a Babosa de Pau não tem função somente para a melhoria de dores estomacais. Ela pode ser colocada em locais com sombra para decorar ambientes de forma incrível.

Como epífita, ela pode ser cultivada junto a árvores ou então em estruturas convencionais para jardins verticais. Por ser tropical, a saber, não se dá bem em regiões muito frias.

Babosa de Pau

Babosa de Pau

Ripsális / Cacto Macarrão

Um cacto macarrão ou ripsális com alto potencial ornamental. Lindo, fluido e com a estrutura simples, com uma cor somente, fica super interessante quando misturado a outras flores, como as bromélias, por exemplo.

Pode ser cultivado em vasos, paredes de pedra, árvores e muros, e quando compõem jardins verticais, oferece uma beleza incomum.

Ripsális

Ripsális

Qualquer ambiente

Quer versatilidade para o seu jardim vertical? Então você pode aproveitar plantas que se adaptam tanto em locais luminosos quanto sombreados. Veja dois exemplos super interessantes!

Aspargo

É uma das plantas para jardim vertical e suspenso mais versátil, segundo os especialistas. Suas flores surgem durante o ano todo com a coloração branca, bem como pequenos frutos vermelhos no centro.

Aspargos

Aspargos

Hera Inglesa

Supor popular, a Hera Inglesa é um tipo de trepadeira, que é mais comumente cultivada em muros e portões. Mas elas também estão entre as melhores plantas para jardim vertical, tanto externo ou interno, garantindo a cobertura de paredes junto a outras espécies de plantas e flores.

Para o cultivo em vasos, a saber, é preferível escolher a Hera de porte anão para que a raíz se adeque ao pequeno espaço.

Hera Inglesa

Hera Inglesa

E então, gostou de conhecer os principais tipos de plantas para jardim vertical? Conte para a gente as suas impressões!

Aproveite para ler também:

Plantas Ornamentais – O que são? + 70 espécies para ter em casa!

Suporte para Plantas – 90 Modelos Incríveis na Decoração + DIY!

Plantas para Apartamento – As 5 Mais Indicadas, Dicas & Como Cultivar!

Volte mais vezes para conferir outros conteúdos sobre paisagismo, artesanato, decoração e construção. Esperamos por você!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *