Como Cuidar de Kinguio – Dúvidas Frequentes, Tipos & Dicas Inéditas!


Quem ama peixes e deseja montar um aquário em casa sempre tem várias dúvidas. Afinal, como instalar, quais as melhores opções, quais as espécies mais indicadas, enfim, como começar a construir esse ambiente do zero para que fique lindo e destacado? Em meio a essa questão, surgem várias dicas quanto aos tipos de peixes para criar, sendo que um dos mais indicados é o kinguio, um tipo muito tradicional que faz sucesso entre diversos criadores.

Se você já ouviu falar nesse tipo, conhecido também como red carp, e deseja saber mais sobre seus hábitos, sua criação e demais detalhes, vale a pena acompanhar nosso tutorial completo a respeito dessa espécie. Aprenda a como cuidar de kinguio, esclareça todas as dúvidas, conheça os tipos mais convencionais e muitos macetes para ter um aquário magnífico em sua casa!

kinguio

Saiba tudo sobre kinguios em nosso tutorial completo!

Faz toda a diferença ter um aquário em casa, ainda mais se o ambiente é grande e propício para a instalação dessa estrutura. Além de dar um plus na decoração, ainda será muito gratificante criar peixinhos de todos os tipos, eles são animais muito independentes e que vivem bastante tempo, isso sem contar na variedade de espécies.

Para se ter ideia, o kinguio possui uma vasta lista de tipos, desde o comum até o ranchu, o telescópio, entre outros. Você pode criar um verdadeiro cardume incrível somente com essa espécie, não é à toa que é uma das mais procuradas e vendidas no mercado atualmente. Ficou interessado em saber mais sobre o peixe japonês? Calma que estamos apenas no início, há muito o que desvendar sobre o kinguio e seus hábitos!

Sobre o Peixe Japonês

Qual sua Origem?

A espécie de peixes ornamentais Carassius auratus, conhecida popularmente como kinguio, é uma das mais famosas do mundo. Esses tipos são tratados comumente como peixe dourado (goldfish) ou peixe japonês.

Mas, embora pelo nome conste que sua origem é japonesa, é bom destacar que os primeiros kinguios provém da China, tão antigos que são conhecidos desde 265- 419 d.C, no período de dinastias como a Chun e a Tang. De acordo com a história, são provenientes de uma espécie de carpa domesticada – a Gibel -, considerada mais dócil e totalmente adaptável a ambientes mais calmos e tranquilos, por isso se adaptou tão bem à criação em aquários e tanques.

Devido a vários cruzamentos entre espécies, surgiram kinguios de vários tipos e cores, com características e hábitos distintos. No geral, os red carps comuns e outras espécies tornaram-se totalmente fáceis de criar, tanto que o desenvolvimento desse tipo de peixe alcançou o ápice em toda a China e se estendeu aos demais países da região, como o Japão.

O fato de ser chamado de peixe japonês pode ser explicado por que os japoneses foram os que mais investiram em cruzamentos de espécies e novas técnicas de reprodução de kinguios. Há muito tempo a nação se destaca como uma das principais criadoras, exportando peixes dourados de todos os tipos para todo o mundo, sobretudo a Europa.

A versatilidade na criação e a facilidade em cuidar desses peixes os tornaram conhecidos em muitos locais e encantam muitas pessoas. Quem conhece mais a fundo os hábitos do kinguio fica animado em começar uma criação, seja em um pequeno aquário ou em um espaço totalmente personalizado.

O kinguio é um peixe pacífico e lento, que gosta de ficar sozinho ou com outros de sua espécie. Possui uma nadadeira traseira longa e com ponta dupla e está disponível em várias cores, tanto o dourado tradicional quanto na versão vermelha, azul, amarela, bicolor, castanha, etc. Pode alcançar até 30 centímetros dependendo da espécie, mas a média é entre 15 e 20 cm.

kinguio

Diferentes tipos de kinguios podem conviver juntos

Como é sua Alimentação?

Kinguios são peixes onívoros, ou seja, que se alimenta de praticamente tudo. Segundo especialistas, alguns tipos comem vegetais e até pequenos crustáceos e insetos, porém, no aquário, a alimentação deve ser baseada na ração específica preparada especialmente para a espécie.

Felizmente, há uma série de rações próprias para kinguios à venda nas lojas especializadas. Justamente por isso, é indicado que você tenha um aquário apenas com esse tipo de peixe, para evitar que se alimentem de rações para peixes carnívoros ou outras opções. Além disso, é essencial se atentar ao horário, evitando deixar que comam à vontade.

Essa dica vale não só para o kinguio, mas para praticamente todos os tipos de peixes ornamentais. Você deve oferecer a ração de duas a três vezes ao dia, sem exageros. A quantidade varia conforme o número de peixes e seu tamanho, com o tempo é possível dosar e definir qual a média correta.

Atente-se à velocidade com que a ração é consumida e se há sobras. Geralmente, os problemas intestinais e as doenças em peixes acontecem mais pelo excesso de alimentação do que pela falta, garantem especialistas em aquarismo.

Você sabia? Kinguios amam vegetais, sobretudo cozidos, como brócolis e ervilha!

kinguio

Guia básico para alimentação de kinguios

Qual seu Tempo Médio de Vida?

A expectativa de vida de um kinguio é de 6 a 20 anos, depende muito da espécie, do local onde é criado, dos hábitos e dos cuidados cotidianos. Geralmente, são animais que se reproduzem facilmente e se adaptam a variados ambientes, porém necessitam de atenção em alguns pontos.

É bom saber que o kinguio é um peixe mais lento e cortês. Caso esteja em um aquário com outra espécie mais ágil, terá desvantagem quanto à alimentação. Não costumam atacar, porém não se dão tão bem com peixes menores, que podem virar até presas se ficarem ao seu alcance.

No mais, é sempre indicado se atentar aos detalhes e focar na mesma espécie para não ter problemas. Peixes com os mesmos hábitos costumam conviver tranquilamente e sem adversidades.

Quais os Tipos de Kinguio?

Atualmente existem muitos tipos de kinguio existentes, sendo o red carp comum o mais conhecido. A maioria das espécies provém do Japão, como o telescópio, o ranchu e o véu. Outros são provenientes dos Estados Unidos e de outras regiões.

Não podemos afirmar com clareza um número exato de tipos de kinguio, são inúmeras variedades que apresentaremos com fotos e mais detalhes ao final do nosso post.

Quanto Custa? #preço

O preço do kinguio é variável, depende muito do tipo do peixe. Geralmente um adulto comum custa cerca de 15 reais, já um exemplar da espécie oranda pode sair por 50 reais dependendo do porte, cor e demais características.

Vale a pena realizar uma pesquisa nas lojas para escolher os tipos mais indicados para seu aquário, geralmente você encontra muitas opções disponíveis, todas encantadoras para deixar o ambiente lindo e com mais vida.

Sobre o Aquário para Kinguio

Agora que você já sabe tudo sobre kinguio, entenda o passo a passo para montar um aquário perfeito para seus peixinhos viverem saudáveis e felizes!

Como Escolher o Aquário Ideal?

Especialistas afirmam que o aquário deve ter capacidade para 200 litros e, a cada kinguio que for colocado no local, é indicado adicionar mais 30 litros. O pH deve ser moderadamente alcalino, cerca de 7.2 a 7.6. Os kinguios são considerados peixes de porte médio e precisam ter bastante espaço para movimentação. Além disso, são originalmente de água fria.

Além de avaliar periodicamente o pH da água, é preciso se atentar à temperatura também. Geralmente, lojas voltadas ao aquarismo possuem estruturas próprias para a criação de kinguios e dispõem de manuais e especialistas para orientar quanto aos principais cuidados, sobretudo na higienização do aquário, na colocação de novos peixes e nos testes que devem ser realizados.

Como Posso Decorar o Aquário?

Geralmente não é indicado incluir muitos adornos decorativos no seu aquário de kinguios. Esse tipo de peixe geralmente é curioso e adora ficar fuçando nesses itens e no substrato que fica ao fundo da estrutura. Portanto, evite elementos pontiagudos, que possam cortá-los ou machucá-los.

Considere colocar rochas que fiquem firmes e tenham aspecto arredondado, que não ofereça perigo aos peixinhos. Já as cortinas de bolhas são indicadas sobretudo para o verão, pois além de enfeitar, ajudam na oxigenação.

kinguios

Aquário de kinguios adultos

Posso Colocar Plantas?

Plantas de folhas largas e resistentes a ataques são as mais recomendadas para um aquário de kinguios. Dessas, especialistas indicam as anubias e as sagittarias. No mais, se você colocar plantas mais sensíveis, em pouco tempo os peixes acabarão com elas – lembra que eles são onívoros e adoram vegetais? Pois é.

Mas há uma boa solução: as plantas artificiais. Muitas conferem um visual bacana e natural ao aquário e não são alvos dos kinguios. Só fique ligado na nossa orientação anterior: nada de tipos que possam machucá-lo, com partes cortantes e que ofereçam perigo ao peixe.

Como Deve ser a Filtragem?

A filtragem deve compreender 10 vezes o volume do aquário, assim a água se mantém com qualidade, as fezes e os demais detritos são removidos sem problemas. Para isso, é necessário ficar de olho na manutenção do filtro sempre que necessário – os externos são os mais indicados.

Evite filtros com águas agitadas e, se possível, invista em uma filtragem biológica também. Nesse caso, um especialista pode lhe ajudar assim que você estiver realizando a montagem do aquário.

Já o substrato indicado é o cascalho número 1 ou aquele tipo de areia mais grossa de rio. Kinguios adoram ficar “escavando” o fundo do aquário, por isso não se deve colocar cascalhos grandes ou que possam ser engolidos pelos peixes. Além disso, é bom evitar aqueles que são coloridos artificialmente, pois a tinta pode prejudicar a água.

Fotos e Tipos Diferentes de Kinguio

Não há como negar que o red carp é um tipo de peixe que está conquistando cada vez mais pessoas. Para finalizar nosso guia completo, apresentamos fotos com os tipos diferentes de kinguio para você conhecer e se familiarizar. É uma versão mais surpreendente que a outra!

Comum

Parece muito com a carpa original chinesa, a versão mais popular de peixe dourado que você pode encontrar. A cor mais comum é a laranja, porém há variações mais próximas do vermelho e amarelo. Tem cauda levemente bifurcada e nadadeira dorsal longa e baixa. Considerado muito resistente e sociável com demais tipos de kinguio e peixes semelhantes.

Cometa

O kinguio cometa é natural dos Estados Unidos, bem parecido com a versão comum, sobretudo no formato do corpo. A diferença, porém, está nas nadadeiras mais longas e na cauda mais bifurcada. Costuma ser bicolor (o tipo laranja e branco é bem tradicional) e tem uma boa agilidade que o difere dos demais tipos de kinguio, facilmente adaptável a lagos e grandes aquários.

Oranda

O oranda tem um topo na cabeça bem característico conhecido como “wen”, que começa a se desenvolver cerca de 3 a 4 meses de seu crescimento. Originário do cruzamento das espécies véu e cabeça de leão, extremamente popular no Japão e em diversos países asiáticos. Muito dóceis, porém mais sensíveis, sobretudo quanto à qualidade da água e do substrato – portanto, ao escolher um desse, fique atento com os cuidados!

Telescópio

É uma das espécies mais antigas. Provém da China e é conhecido também como “dragonfish”. A principal característica do kinguio telescópio são os olhos saltados e o cristalino grosso que protege suas pupilas. Tem cabeça larga e corpo curto, com longas nadadeiras e extrema variedade de cores, sendo o preto e o branco os mais procurados.

Bolha

É uma espécie bem peculiar, conhecida também como “bubble eyes”, justamente porque possui duas bolhas cheias de líquido sob os olhos. Por conta disso, tornam-se muito sensíveis, afinal, qualquer movimento brusco e manipulação errada, as bolhas podem estourar e afetar a saúde do peixe. Esses kinguios são mais lentos, precisam de águas calmas e pessoas que o tratem com total delicadeza – por isso não são recomendados para iniciantes.

Pérola

Possui cauda dupla e um corpo em formato oval, além de escamas grossas que realmente lembram pérolas. Há uma enorme variedade de cores desse tipo, desde o laranja até tons mais escuros. Os kinguios pérola preferem águas mais calmas, já que são lentos e desajeitados para nadar. Além disso, não gostam de temperaturas abaixo dos 15º.

Véu

O que mais chama a atenção no kinguio véu são as enormes nadadeiras, assim como a cauda dupla. É uma espécie bastante popular nas lojas, com formato arredondado e muitas cores disponíveis para os criadores. É um tipo bem antigo, desenvolvido nos Estados Unidos há tempos.

Ryukin

É um tipo corcunda desenvolvido a partir de uma espécie conhecida como fantail. Apresentam um ritmo intenso de crescimento e estão entre os tipos de kinguio que podem alcançar até 30 centímetros. A aparência chama atenção, assim como as cores vivas que oscilam entre o dourado e os tons de vermelho.

Calico

O kinguio calico é bem notável pelo corpo pigmentado de vários tons, sendo uma das espécies mais bonitas e atraentes. Peixe lento, mas que se adapta às demais variedades e sabe conviver bem em cardume. Duram bastante caso sejam bem cuidados e estejam nas devidas condições em seu ambiente.

Celestial

O celestial é da mesma linhagem do kinguio telescópio, com a mesma característica dos olhos saltados. Não possui nadadeira dorsal e a cauda é dupla. É um tipo muito sensível, não tolera água suja e temperaturas baixas. Merece uma atenção especial do dono, pois tem baixa visão e costuma ser bem mais lento que outras variantes.

Cabeça de Leão

O “lionhead” é muito conhecido pelo “gorro” na cabeça, que se desenvolve de modo tão saliente que cobre toda a sua cabeça. O corpo é curto e grosso, sem nadadeira dorsal e com cauda dupla e curta. Bastante peculiar, se assemelha ao oranda e ao ranchu. Muito delicado, prefere águas calmas. As cores são variadas, desde as mais claras e vibrantes até as escuras.

Ranchu

O ranchu possui corpi largo e cabeça grande, muito comum na Ásia, onde é chamado também de “cabeça de búfalo”. Pode desenvolver o gorro na cabeça, assim como o oranda e o cabeça de leão. Não tem nadadeira dorsal e possui uma calda que se ramifica para os lados. Geralmente é bicolor e adaptável a ambientes mais calmos.


Chegamos ao fim de nosso guia e queremos saber a sua opinião. O que achou do tutorial sobre como cuidar de kinguios? Tirou todas as suas dúvidas? Tem alguma ponderação? Conte tudo pra gente. Esperamos que tenha gostado. Boa sorte e até a próxima!


Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *