Tipos de plantas – 16 espécies diferentes para você ter em casa!

Há diversos tipos de plantas, e cada espécie tem suas características, o que define onde devem ser plantadas e como devem ser mantidas. Desse modo, a escolha da planta correta para cada projeto é essencial, afinal ninguém quer ver uma plantinha secando e morrendo, o que passa um ar de abandono, seja no interior ou exterior da casa.

E se você quer incluir o toque verde no projeto, trouxemos dicas e tipos de plantas para ambientes internos e externos, assim vai ficar mais fácil de fazer a escolha correta.

dicas de espécies

Principais espécies e tipos de plantas

Tipos de plantas para jardim

Cactos

Os cactos são espécies de plantas bem versáteis, que se desenvolvem bem em vasos ou no plantio diretamente no solo, por isso são boas opções para jardins.

O jardim com cactos é uma excelente escolha para quem não tem tanto tempo de cuidar da jardinagem, já que os cuidados com cactos são bem simples.

jardim com cactos

O ideal é que os cactos fiquem ao menos 4 horas por dia expostos ao sol direto, já que a espécie é típica de regiões quentes e depende de sol para seu desenvolvimento. As regas devem ser espaçadas, uma vez que a terra não deve ficar úmida, evitando o apodrecimento da raiz.

O única alerta para essa espécie é o cuidado com crianças e animais, já que esse tipo de planta tem como característica os espinhos, sendo assim, evite o plantio em locais de passagem.

jardim com plantas

Cactos de diferentes espécies decoram o jardim

jardim com pedras brancas

O jardim simples traz o estilo rústico dos cactos

ideias de jardins com cactos

Clúsia

Entre os tipos de plantas para jardim, a clúsia é uma das espécies mais usadas como uma opção ornamental, podendo ser usada como arbustos em jardins, e até mesmo como cercas vivas, já que a planta fica bastante fechada.

A espécie deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, e as regas devem ser regulares.

clúsia

Essa planta estilo arbusto tem folhas em formato de gota e em tom de verde brilhante, dando pequenos frutos e flores brancas e delicadas.

A manutenção da espécie é simples, e envolve podas regulares para manter o arbusto ou a cerca viva alinhada.

 

arbusto clúsia

A planta foi usada como arbusto em meio ao jardim gramado

jardim piscina

A planta foi usada no jardim próximo a piscina

arbusto para jardim

Espada de São Jorge

Para quem busca tipos de plantas com baixa manutenção para jardins, a Espada de São Jorge é uma boa e velha pedida, já que a planta não exige tantos cuidados.

VEJA  VASOS DECORATIVOS: modelos, acabamento e como fazer!

A espécie de folhas estruturadas tem crescimento lento e coloração variada, o que funciona como planta ornamental para jardim.

jardim com espada de são jorge

A espécie foi plantada no jardim em frente a casa

O ideal é o cultivo da planta sob sol pleno ou meia sombra, e as regas podem ser espaçadas, já que a planta é bastante resistente, inclusive a variações de temperaturas.

A espécie ainda traz simbolismo de proteção, e muitas vezes entra no projeto paisagístico como uma opção contra mau olhado e para quebrar as energias ruins.

planta fácil manutenção

As folhas verdes e estruturadas se destacam em meio a parede de cimento queimado

jardim pequeno

A planta faz parte do projeto paisagístico que dá acesso a porta principal da casa

jardins com espada de são jorge

Tipos de plantas ornamentais

Poinsétia

Essa espécie que também é conhecida por nomes populares como “flor de natal” ou “bico de papagaio”, é uma planta ornamental com flores que podem variar entre vermelho, rosa, amarelo, branco ou mescladas.

A espécie tem floração durante o outono e as grandes flores se destacam em meio a folhagem verde escura.

flor de natal

A flor com coloração vermelha é uma das mais conhecidas

A planta é uma espécie para cultivo em vasos ou jardins e deve ser mantida em sol pleno para seu desenvolvimento. A espécie deve ser cultivada em regiões quentes ou amenas, e não é resistente a baixas temperaturas e geadas.

A poinsétia é uma planta que pede mais cuidado, como o plantio em solo drenado e rico em matérias orgânicas, além de ter regas regulares, evitando que a planta fique por muito tempo sem água.

planta com flor

A floração dá ainda mais destaque para a planta

planta ornamental vaso

A planta foi cultivada em vaso

jardim com bico de papagaio

A espécie foi usada no projeto paisagístico do jardim

Samambaia

A samambaia é uma das espécies de plantas ornamentais bastante conhecida, afinal essa planta já era bastante utilizada nas casas das avós, e agora tem sido uma das opções para incluir um toque verde ao projeto.

Há diferentes espécies de samambaias, como samambaia-prata, americana, entre outras. E em geral, a planta é conhecida por sua folhagem verde e volumosa.

samambaias

O cultivo da espécie deve ser feito a sombra ou em local com pouca incidência de luz solar direta, já que o sol intenso pode queimar as folhas da planta. A manutenção da planta pede regas regulares e poda de galhos secos.

A espécie é bastante versátil e perfeita para ser usada em vasos suspensos ou entre os tipos de plantas para jardim vertical.

 

piscina com jardim

O jardim vertical próximo a piscina foi forrado por samambaias

samambaia sala

A samambaia foi usada suspensa na sala

samambaia na decoração

Ráfia

Entre os tipos de plantas indicados para o interior da casa, a Palmeira Ráfia é uma dessas espécies que se adapta bem para o cultivo interno.

VEJA  Como Cuidar de Tulipas – Dicas e Informações Essenciais!

A espécie é uma planta da família das palmeiras e tem característica caule com fibra marrom e estilo rústico e folhas palmadas e plissadas em tom de verde escuro e brilhante.

 

planta dentro de casa

A ráfia foi plantada em vaso de vidro

A planta que se desenvolve bem em vasos, deve ser cultivada em local com boa iluminação natural, mas sem incidência direta de sol.

Os cuidados com a planta envolvem regas semanalmente ou a cada 15 dias durante as épocas mais frias do ano; adubação anual e retirada de folhas secas.

planta de vaso interior casa

As folhas são em tom de verde brilhante

ráfia jardim

A espécie também pode ser cultivada em jardins

planta ornamental dentro de casa

A ráfia foi cultivada em vaso

Tipos de plantas pendentes

Dedo de Moça

As suculentas são as novas queridinhas dos projetos paisagísticos e como plantas para o interior da casa, e isso por que a espécie tem fácil manutenção e acrescenta um estilo lindo para a decoração com toque verde.

Como dica de suculenta como planta pendente, uma boa escolha é a espécie de nome popular “dedo de moça”, que traz galhos repletos de folhinhas pequenas e em tom de verde claro.

suculenta

A suculenta pendente deve ser cultivada em local com sol pleno ou com incidência de sol por pelo menos 4 horas por dia.

As regas devem ser regulares, evitando que a plantinha passe a usar a sua água interna das folhas e fique com aspecto de murcha.

vaso suspenso com suculenta

O vaso suspenso realça o efeito pendente da suculenta

tipo de suculenta

A espécie forma uma espécie de cascata para fora do vaso

suculenta

Os caules crescem repletos de folhinhas

Jiboia

Entre as espécies tradicionais de plantas pendentes, a Jiboia é uma espécie clássica de folhagem pendente e de fácil manutenção.

A folhagem dá caules com folhas que se desenvolvem e crescem para fora do vaso criando o aspecto das folhas pendentes.

jiboia

A folhagem tem um mix de tons de verde e folhas em formato de coração, que dão um toque delicado para a planta.

A espécie deve ser cultiva em meia sombra ou local com pouca incidência de luz direta, evitando que o sol constante queime as folhas. A planta pede regas regulares, mas sem encharcar o solo.

Apesar de ser uma excelente escolha entre os tipos de plantas, o único alerta é para o fato de ser tóxica se for levada ingerida, o que pode causar inflamação da mucosa e do trato gastrointestinal. Por isso, fica o alerta de ser mantida longe de animais de estimação e crianças.

planta pendente quarto

A espécie foi cultivada no quarto

planta para prateleira

Os galhos com folhas se estendem para baixo

como cuidar de jiboia

Peperômia-filodendro

Entre as espécies de plantas pendentes, a Peperômia-filodendro é uma das opções de folhagem bastante volumosa e de fácil manutenção.

A espécie tem como característica folhas em formato de coração, com tonalidade verde clara e bordas brancas, que realçam a beleza da folhagem.

peperômia

O cultivo da espécie pendente deve ser feito em local de sombra e as regas devem ser regulares, evitando que o solo fique seco por muito tempo.

folhagem pendente

A peperômia tem bastante volume

folhagem sombra

A planta deve ser cultivada na sombra

vaso com folhagem

Os ramos com folhas se estendem para fora do vaso

Tipos de plantas aquáticas

Aguapé

Entre as espécies de plantas aquáticas, a Aguapé é uma espécie bastante ornamental, já que além da folhagem verde escura, a planta ainda traz floração em tom arroxeado.

VEJA  Tipos de orquídeas – Como diferenciar? + 60 fotos e inspirações!

aguapé

A planta aquática é uma espécie flutuante, por isso não precisa ser plantada em solo e é ideal para decorar lagos.

A espécie se multiplica rapidamente e não precisa de cuidados constantes.

A indicação é de a planta aquática seja cultiva em local com bastante incidência de luz natural, o que ajuda no desenvolvimento da espécie e na sua floração.

planta aquática com flor

A floração é delicada

planta lago

A floração destaca ainda mais a planta aquática

Nymphoides

Entre as espécies e tipos de plantas para lagos e rios, a Nymphoides e uma opção com folhagem verde e pequenas flores brancas, que são delicadas e com o miolo amarelo.

planta aquárica com floração

A espécie flutuante também é uma opção para aquários, o que é ideal para decorar aquários com peixes. No entanto, é preciso tomar cuidado com a reprodução da planta, para que não fiquem em excesso no aquário e dificulte o desenvolvimento dos peixes.

 

planta para lago

As folhas são verdes e flutuantes

flor planta aquática nymphoides

A flor é branca com miolo amarelo

Tipos de plantas carnívoras

Dioneia

Entre as espécies de plantas carnívoras, a Dioneia é uma das mais conhecidas, já que seu formato lembra pequenas boquinhas com dentes, que faz parte de seu mecanismo para captura de insetos.

planta carnívora

O interior da planta tem coloração avermelhada e néctar para atrair os insetos

A espécie deve ser cultivada em local com sol e plantada em uma mistura com musgo esfagno, turga e perlita, já que o solo com terra pode ser prejucial para a espécie.

O cultivo não necessita de muitos cuidados, a não ser regas frequentes, já que a planta não resiste a solo seco. Nessa espécie, a adubação não é necessária.

Ah, e o ideal é deixar que a planta atraia os insetos, e nunca dar insetos mortos ou pedacinhos de carne.

espécie carnívora

A planta pode gastar até 10 dias para o processo total de ingestão do inseto

planta dinéia

A planta não necessita de insetos para sobreviver

Drosera

Outra espécie de planta carnívora é a Drosera, uma espécie com visual mais rústico e que tem hastes com espécies de pelinhos nas pontas, que atraem insetos.

drosera

Ao atrair os insetos essa haste com pelinho se enrola e leva o inseto até o centro da planta, onde é digerido.

planta que come insetos

planta carnívora drosera

O inseto é enrolado na haste da planta

Tipos de plantas medicinais

Hortelã

O hortelã é uma das espécies de plantas medicinais bem conhecidas, e que além de uma linda folhagem verde, que pode ser usada como planta decorativa, ainda pode ser usada como ingredientes para chás, sucos e receitas.

hortelã

O cultivo da espécie pode ser feito diretamente no solo ou um vaso, e o alerta é para evitar que a planta fique próxima de outras espécies, já que o hortelã tende a puxar mais água da terra, dificultando o desenvolvimento de outras espécies próximas.

O cultivo da espécie deve ser feito em sol pleno ou com incidência de sol em parte do dia, e o solo deve ser fértil e rico em matéria orgânica.

As regas devem ser regulares, mantendo sempre o solo úmido, mas sem que fique encharcado.

vaso suspenso com hortelã

vaso com hortelã

O vasinho traz um hortelã bastante volumoso

hortelã em vaso

O hortelã espalha seu perfume próximo de onde está plantado

Alecrim

Outra erva medicinal e bastante cultivada em casa, é o alecrim um tipo de planta medicinal que também é usada como tempero fresco para receitas.

alecrim

O alecrim gosta de bastante sol, por isso o seu cultivo deve ser em local sob sol pleno.

As regas devem ser frequentes, mantendo sempre o solo úmido, mas com cuidado para não encharcar o solo. Uma boa maneira de saber quando a espécie precisa de água, é quando as folhas começam a se enrolar para baixo.

A espécie pode ser cultivada em vasos ou no solo, e pode formar vastos arbustos.

alecrim no vaso

O aroma do alecrim perfuma o ambiente

planta medicinal vaso

O alecrim no vaso pode ser usado como decoração

Capim Limão

O capim-limão é um tipo de planta medicinal ideal para plantio em jardins, já que forma um touceira bem volumosa com folhas longas e bordas cortantes.

capim limão

A erva pode fazer parte do projeto paisagístico

A espécie deve ser plantada em solo fértil e rico em matéria orgânica, e local com bastante incidência de sol. As regas devem ser frequentes, e sem encharcar o solo.

capim limão

A espécie pode ser cultivada em vasos médios e grandes

jardim com ervas medicinais

A planta forma uma espécie de moita volumosa

planta medicinal capim limão

 

Gostou das dicas? Se você tem dica de alguma outra espécie, compartilhe conosco aqui nos comentários.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *