Plantas para Aquário – Como Escolher, Tipos & Dicas Indispensáveis!

Uma dúvida muito comum dos iniciantes é como escolher plantas para aquário. Afinal, quais são os tipos mais convencionais? Como se classificam e como definir o mais interessante para seu projeto?

São diversas opções disponíveis nas lojas para aquários de pequeno ou grande porte, que ajudam até na limpeza da estrutura e harmonizam perfeitamente com os peixes e demais seres vivos que estão no local.

Para tirar todas as suas dúvidas, preparamos este post esclarecedor com tudo sobre plantas para aquário. Saiba tudo, confira boas dicas e muitas fotos incríveis.

Plantas para aquário.

Aquário com muitas plantas e enfeites

Beleza, estabilidade, qualidade, entre muitas outras vantagens: é essencial ornamentar um aquário com plantas. Criar um ambiente harmônico faz toda a diferença, independente se é um aquário plantado ou convencional.

Sendo assim, você pode investir em plantas vivas ou artificiais, todavia, as plantas convencionais são sempre a melhor alternativa para garantir o bem-estar no aquário.

Plantas para aquário.

Beleza natural que incrementa seu aquário

Sobre as Plantas para Aquário

Como Escolher a Planta Ideal para seu Aquário?

A primeira coisa a saber antes de escolher a planta ideal para seu aquário é a diferença entre a planta viva e a artificial.

As plantas naturais servem como um apoio primordial para manter o equilíbrio no habitat do aquário – sobretudo ao purificar a água eliminando o dióxido de carbono -, ao contrário dos modelos artificiais, que servem exclusivamente para a decoração.

Entretanto, o cuidado com as plantas vivas é maior, para que permaneçam sempre saudáveis. Já com as artificiais, você não precisa se preocupar com limpeza, crescimento, etc.

Por isso, uma ideia interessante é usar toda a base de plantas vivas e ornamentar com poucas opções artificiais, só para dar um toque decorativo maior à estrutura.

Plantas naturais e artificiais deixam seu aquário com um cenário atrativo

Plantas naturais e artificiais deixam seu aquário com um cenário atrativo

A adição das plantas no aquário deve acontecer logo na montagem. Sendo assim, é fundamental considerar alguns pontos:

⋅ O design: refere-se ao aquário em si e a disposição dos elementos em seu interior. É uma estrutura grande ou pequena? Profissionais de aquarismo sempre realizam um estudo prévio para planejar cada detalhe, para que assim possam adicionar plantas, filtros, ornamentos decorativos e, claro, os seres que habitarão o local.

aquário marinho comprido

Atente-se ao tamanho e ao tipo do aquário

⋅ Os peixes e seres habitantes: definir o tipo de plantas para aquário é uma decisão que deve ser realizada em paralelo à escolha dos peixes e demais seres que viverão no aquário, para que vivam em uma relação harmônica e benéfica para ambos.

Nesse ponto, é bom se atentar para evitar ervas tóxicas que soltam substâncias na água que são prejudiciais aos peixes.

aquário marinho como decorar

Os peixes devem conviver em harmonia com as plantas

⋅ O tipo de planta: como já dissemos, as plantas vivas e naturais são as mais recomendadas para qualquer tipo de aquário. Nesse caso, existem muitas alternativas com inúmeras características, por isso é bom conhecer as mais convencionais para deixar o aquário bonito e equilibrado.

Além disso, é bom se atentar ao ritmo de crescimento da planta, sua efetividade na filtragem da água e demais necessidades – assim como a beleza, que também é um ponto importante.

O tipo de água também interfere na escolha das plantas. Existem tipos adaptados a água doce, tropical, fria ou salgada.

Existem diversos tipos de plantas diferentes

⋅ Efeitos visuais: são variáveis que fazem toda a diferença no desenvolvimento do aquário, afinal, todos querem que ele esteja sempre belo e sofisticado.

Nesse caso, é bom se atentar aos efeitos visuais, combinando plantas diferentes, porém complementares. A regra é bem simples: basta organizar o aquário em três áreas principais – primeiro plano, meio do solo e plano de fundo. Assim, é fácil criar um cenário belo e atrativo.

No fundo, as plantas grandes e que crescem rapidamente são as mais indicadas.

A área central – meio – é o ponto focal do aquário, exigindo um posicionamento estratégico e um cuidado maior para que os peixes possam circular. Nesse caso, as plantas carpete e menores são boas opções.

Na superfície ficam as plantas flutuantes ou o topo daquelas que crescem altas. Todavia, é bom evitar o excesso para não esconder a luz necessária às plantas menores.

É interessante que o cenário do aquário seja equilibrado e harmônico

É interessante que o cenário do aquário seja equilibrado e harmônico

Para o acabamento final no aquário, você pode utilizar alguns tipos de plantas para aquário artificiais, bem como outros ornamentos decorativos, sempre com planejamento e organização.

O paisagismo também é importante no aquarismo. Se achar necessário, conte com a ajuda de um profissional.

Lembre-se que não basta apenas montar o aquário. Depois de pronto, é essencial uma boa limpeza e manutenção frequente para que permaneça sempre com uma bela aparência.

Quais os Tipos Existentes?

Em geral, existem três tipos populares de plantas naturais para aquário:

Carpete

As plantas carpete são aquelas que ficam fixadas ao substrato, dando realmente esse efeito de carpete à estrutura, comuns em aquários plantados. Como ficam no solo, precisam de bastante luz e um substrato fértil.

Planta carpete para aquário

Planta carpete para aquário

Planta carpete para aquário

Planta carpete para aquário

Planta carpete para aquário

Planta carpete para aquário

Planta carpete para aquário

Planta carpete para aquário

Flutuante

As plantas flutuantes são perfeitas para adornar o aquário, pois seu ponto focal é a superfície. São indicadas para ajudar os peixes a se esconderem, como espaços de sombreamento e também na filtragem e limpeza da água.

Evite o excesso e distribua de modo ordenado no aquário, para que não prejudiquem as plantas do fundo. As opções menores e compactas são as mais indicadas. Além da funcionalidade, incrementam a beleza do aquário.

Plantas flutuantes para aquário

Plantas flutuantes para aquário

Plantas flutuantes para aquário

Comum

As plantas para aquário comuns são aquelas que se adaptam a qualquer espaço, têm porte médio e são sempre boas possibilidades tanto para a decoração quanto para a harmonia e manutenção do aquário. Você  encontrará diversos tipos nas lojas, de diferentes padrões, cores e demais características.

Plantas comuns para aquário

Plantas comuns para aquário

Plantas comuns para aquário

Plantas comuns para aquário

Quanto Custa em Média? #preço

O custo é variável e depende de cada tipo de planta. Em geral, as plantas vivas são mais baratas e acessíveis. Um vaso simples pode custar em torno de 25 reais, porém muitas lojas vendem em conjuntos com vários tipos, justamente para garantir a diversidade no aquário.

Em relação as plantas artificiais, alguns modelos possuem um preço mais elevado. Nesse caso, é essencial se atentar à qualidade para que se mantenham bem estruturadas por muito tempo. Existem tipos de vários tamanhos e características decorativas diversas.

 Fotos e Tipos de Plantas para Aquário

Confira muitas fotos com tipos de plantas para aquário de diversos portes:

  • Bolbitis/Samambaia: a samambaia d’água africana é um tipo bem comum em aquários, crescendo até 40 cm e ideal para o fundo. Tem crescimento lento, manutenção média, exige iluminação básica e substrato pouco fértil. Ideal para grandes aquários.
Samambaia Bolbitis

Samambaia Bolbitis

Samambaia Bolbitis

Samambaia Bolbitis

  • Eleocharis: um dos tipos de plantas para aquário ideal para o efeito carpete. As folhas lembram agulhas e atingem no máximo 10 centímetros. Gosta de bastante iluminação e substrato fértil. Pode se espalhar bastante conforme cresce.

Eleocharis, uma boa planta carpete

Eleocharis, uma boa planta carpete

  • Salvinia: a salvinia natans é um tipo de planta flutuante de rápido desenvolvimento, muito resistente e pouco exigente. Ideal para aquários abertos. 

Salvinia natans

Salvinia natans

Salvinia natans

  • Murere Rendado: outra planta aquática flutuante que chama atenção por sua beleza e pelo formato inusitado, que realmente lembra rendas. Além de pequeno e com uma cor única, dispensa espaços grandes, sendo ideal para pequenos aquários.
Murere rendado

Murere rendado

Murere rendado

Murere rendado

Murere rendado

Murere rendado

  • Lentilha d’agua: similar às lentilhas, essa planta forma um lindo tapete flutuante e verde na superfície do aquário. É muito pequena, mas se reproduz muito rápido, o que demanda atenção redobrada para que não prejudique a estrutura do aquário.
Lentilha d'água

Lentilha d’água

Lentilha d’água

Lentilha d’água

  • Musgo de Java: opção perfeita para ornamentar aquários de iniciantes e experientes, se adapta bem a qualquer tipo de peixe e alcança até 8 centímetros. Total aderente a diversas superfícies e não necessita de muitos cuidados. 
Musgo de Java

Musgo de Java

Musgo de Java

Musgo de Java

 

  • Tenellus: conhecido como amano, é uma planta ideal para o meio do aquário. Exige muita iluminação e é bem fácil de cuidar, exigindo apenas substrato fértil. 
Tenellus

Tenellus

Tenellus

Tenellus

  • Ricia: uma ótima planta para carpete, se propaga rapidamente e gosta de iluminação forte. Cresce até 8 centímetros e exige uma rotina de cuidados média. Além do solo, também se adapta a outras superfícies. 
Riccia para aquário

Riccia para aquário

Riccia para aquário

Riccia para aquário

Riccia para aquário

Riccia para aquário

  • Higrophila anã: ideal para aquários low tech, de médio a grande porte, pode atingir até 60 centímetros e gosta de iluminação intensa. Tem rápido crescimento, é bastante rústica e ideal para a montagem de aquários iniciantes. 

Higrophila anã

Higrophila anã

  • Amania rosada: uma planta para aquário que chama atenção pelos tons rosados, perfeita para a decoração, exigindo uma forte iluminação para manter sua cor cada vez mais radiante. Pode crescer bastante e atingir longas alturas, por isso é indicada para aquários maiores. 
Amania rosada

Amania rosada

Amania rosada

Amania rosada

  • Sagitária: a sagittaria subulata é uma planta de chão que se dissemina facilmente, podendo atingir até 30 centímetros de altura caso não seja cuidada com frequência. Para isso, não precisa dedicar muito tempo, apenas se atentar a uma manutenção convencional. 
Sagittaria subulata

Sagittaria subulata

Sagittaria subulata

Sagittaria subulata

  • Lobélia: outra variação comum é a lobélia cardinalis, uma planta bastante versátil e pequena que se adapta a aquários de todos os tipos. Perfeitas para serem plantadas junto a rochas, além de exigir iluminação média para não crescer tão rápido. 
Lobelia cardinalis

Lobelia cardinalis

Lobelia cardinalis

Lobelia cardinalis

Lobelia cardinalis

Lobelia cardinalis


Passo a passo para adicionar plantas ao aquário:

Num primeiro momento, opte por plantas resistentes e que fixem as raízes rapidamente. As plantas mais fortes tem boa durabilidade e sobrevivem até que o aquário esteja totalmente estabilizado – o tempo médio é de 1 mês a 6 semanas.

Após esse período, você pode começar a adicionar plantas mais sensíveis. No caso de algas, a poda pode ser realizada diretamente por peixes comedores.

Lindo aquário plantado

Lindo aquário plantado

Antes de iniciar a “jardinagem” no aquário, lave bem as plantas, retire folhas mortas e eventuais insetos que podem estar alocados nas ramas. A fixação deve ser realizada na base, diretamente no solo, em uma camada de areia de aproximadamente oito centímetros – ou conforme indicação profissional.

Evite deixar folhas para fora do aquário e realize esse trabalho com o aquário vazio. Remova os peixes previamente e os adicione depois. Algumas espécies podem estranhar as plantas em um primeiro momento, mas depois acabam se acostumando.

Depois, não se esqueça da manutenção que deve ser realizada frequentemente, segundo instruções de um aquarista. Lembre-se que as plantas naturais necessitam de cuidados maiores, como fertilizações, suplementações, podas, remoção, etc.

Que tal um lindo aquário como esse em sua casa?

Que tal um lindo aquário como esse em sua casa?

Fique atento:

  • Plantas artificiais podem machucar os peixes dependendo de seu formato e/ou textura;
  • Alguns medicamentos acabam manchando as versões sintéticas, atente-se a isso;
  • Quanto mais realista a planta, mais cara será. Além disso, como não possuem raízes, você terá um trabalho maior ao prendê-las no aquário;
  • Plantas vivas podem carregar parasitas ou sujar o aquário, por isso dependem de manutenção;
  • Alguns tipos de plantas naturais têm crescimento rápido, logo, precisam ser observadas e podadas de acordo com determinado período;
  • Existem muitos vídeos que ensinam a adicionar plantas para aquário passo a passo, consulte e monte um aquário lindo e ordenado.

Esperamos que este post tenha tirado suas principais dúvidas sobre plantas para aquário. Conte pra gente o que achou, deixe suas questões e aproveite para compartilhar. Boa sorte e até mais!


Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *