Tijolo ecológico – Vantagens, desvantagens e principais usos!

Alternativas sustentáveis que visam o reaproveitamento são tendência em vários projetos. O tijolo ecológico é uma dessas opções que se destacam em diversas obras contemporâneas.

Diversos especialistas consideram o uso desse insumo na construção de casas. Por isso, é interessante entender melhor essa proposta, quais são as vantagens, quanto custa, entre outras informações.

Acompanhe nosso guia completo sobre tijolo ecológico e defina se essa é uma boa alternativa para seu projeto.

Tijolo ecológico em casas

Um guia completo sobre tijolo ecológico para inspirar você!

O desenvolvimento de materiais com baixo impacto ambiental é cada vez mais comum, afinal, é necessário pensar em sustentabilidade quando se trata da construção civil.

Felizmente, muitas opções estão ganhando destaque no mercado, gerando poucos resíduos, reduzindo a queima e o gasto de insumos. O tijolo ecológico é uma tendência que está se popularizando e surpreende pelas vantagens.

Conforme o próprio nome revela, é uma alternativa sustentável e que substitui perfeitamente a versão tradicional. Sendo assim, vale a pena conhecer e decidir se é interessante para a sua obra.

Sobre o tijolo ecológico

Do que é feito?

Segundo especialistas, o tijolo ecológico é feito com materiais de baixo impacto ambiental que, juntos, são prensados e dão origem à peça, sem a necessidade de queima – que ocorre na fabricação do tijolo cerâmico.

Sendo assim, além do reaproveitamento de resíduos, ainda evita o consumo de madeira para a queima nas olarias, além de evitar a emissão de gases poluentes no ar, processos comuns na confecção de tijolos tradicionais.

o que é tijolo ecológico

Blocos de tijolos sustentáveis

Atualmente, existem três tipos de tijolo ecológico, sendo a versão de solo-cimento a mais comum. Trata-se de uma mistura de água, terra e baixa proporção de cimento. Esses materiais são compactados e prensados, dando origem às peças e evitando o cozimento. Depois, é só encaixá-los para a construção de paredes e outras estruturas.

Outra característica do tijolo ecológico são furos, que servem para embutir colunas de sustentação e garantir a passagem de fiações elétricas e instalações hidráulicas. Além disso, garantem o conforto termoacústico na edificação após a concepção.

De modo geral, essa opção não deixa nada a desejar em comparação a tijolos convencionais. Todavia, sua aplicação depende de cada obra e do acompanhamento de um profissional de engenharia.

Onde costuma ser utilizado?

O tijolo ecológico pode ser utilizado em diversas obras em substituição à versão de cerâmica. Além disso, também serve como revestimento e na decoração de ambientes internos.

Segundo especialistas, essa versão não tem função estrutural, por isso deve ser instalada junto com colunas de sustentação que darão estabilidade à parede. Em todo caso, a consultoria profissional é indicada para que não haja problemas no projeto, sobretudo para avaliar a compatibilidade do tijolo com outros materiais.

tipos de Tijolo ecológico

Certificado pelas normas ABNT, o uso do tijolo ecológico é totalmente seguro. Essa versão pode receber qualquer tipo de revestimento, entretanto, é indicado deixá-lo aparente, justamente para valorizar esse conceito sustentável.

Atualmente, muitas casas de diversos portes possuem tijolo ecológico em sua estrutura. A montagem é simples, por meio de encaixe, facilitando o trabalho. Por isso, não é necessária mão de obra especializada, qualquer pedreiro profissional consegue manuseá-lo sem problemas.

Vantagens do tijolo ecológico

O tijolo ecológico possui uma série de vantagens:

Aproveitamento de resíduos – evita o descarte de grandes volumes na natureza, pois são reaproveitados para formar os tijolos, gerando valor e evitando danos ao solo e a água;

Evita a emissão de gases – o tijolo ecológico dispensa cozimento e a queima de madeira, logo, evita que novos gases sejam emitidos, deixando o ar mais limpo;

Fácil aplicação – por meio do sistema intuitivo de encaixe, garante eficiência na obra e reduz custos com alvenaria, por isso não exige mão de obra especializada;

Gera economia – com o uso de poucos materiais e ao dispensar a queima, pode garantir economia na obra de até 40% em relação à versão tradicional, revelam especialistas;

Ecologicamente sustentável – como o próprio nome revela, é uma alternativa amiga do meio ambiente, pois reaproveita resíduos e é considerada uma proposta inovadora;

Tijolo ecológico em obras

Contribui para moradias e projetos populares – devido ao processo simples e econômico, é uma boa opção para a construção de habitações para pessoas que vivem em áreas precárias;

Conforto termoacústico – devido aos furos em sua estrutura, o tijolo ecológico garante conforto térmico e acústico na edificação, deixando o ambiente sempre agradável;

Dispensa acabamento – esse tijolo pode receber os mais diversos tipos de revestimento, porém fica melhor à mostra, dando um toque rústico à obra. Entretanto, devem ser impermeabilizados, resinados ou pintados para dar uma ótima aparência ao projeto construtivo;

Durabilidade – embora pareça frágil, o tijolo ecologicamente sustentável é totalmente resistente. Entretanto, preze por fabricantes de boa qualidade e que sejam certificados pela ABNT.

Tijolo ecológico

Desvantagens do tijolo ecológico

Todavia, vale destacar algumas desvantagens dessa opção:

Baixa disponibilidade – mesmo com tantos benefícios, o tijolo ecológico ainda não é tão fácil de ser encontrado. Por isso, você precisa encontrar empresas certificadas locais e aproveitar para comprar vários lotes necessários para o seu projeto. Nesse caso, indicamos a compra sempre com o mesmo fabricante, já que cada empresa pode utilizar um tipo de insumo ou com qualidade diferente.

Preço – justamente pela dificuldade ao acesso, você pode gastar mais na compra do tijolo ecológico, tanto nas peças quanto no transporte. Entretanto, a redução de custos se dá na efetividade da obra e, claro, pelo conceito sustentável em toda a construção.

Acompanhamento especializado – todo projeto com tijolos ecológicos depende de uma consultoria de engenheiros e especialistas para que fique impecável. Por isso, vale contratar profissionais para garantir a qualidade e segurança da obra.

obras com Tijolo ecológico

Principais tipos de tijolo ecológico

Conforme adiantamos, existem três principais tipos de tijolo ecológico disponíveis atualmente:

Solo-cimento – é o modelo mais convencional. São blocos formados por terra, água e pequena quantidade de cimento, que dispensa cozimento e são de fácil encaixe.

Resíduos naturais e diversos – são tijolos confeccionados com materiais como couro, borracha, bagaço de cana de açúcar, fibra de coco de babaçu, entre outros rejeitos diversos.

Blocos de argila – esses tijolos são formados com água, cimento e solo arenoso, ou seja, argila. Possuem encaixe a seco e podem ser instalados juntos a vergalhões de reforço.

Fotos de casas com tijolo ecológico

Para inspirar você, selecionamos fotos de casas com tijolo ecológico. Veja e surpreenda-se.

casa com tijolo ecológico

casa com tijolos ecologicos

casa moderna com tijolo ecológico

casa moderna de tijolo ecológico

casa pequena com tijolo ecológico

casa pre fabricada de tijolo ecológico

casas com tijolo ecológico

residencia com tijolo ecológico

tijolo ecológico em casa grande

tijolo ecológico em casa moderna

tijolo ecológico em casa pequena

tijolo ecológico em fachadas

tijolo ecológico em sobrado

tijolo ecológico na fachada

O tijolo sustentável também pode ser aplicado em áreas internas – inclusive para dar um plus na decoração de interiores.

tijolo ecológico preto

tijolo ecológico no quarto

tijolo ecológico no interior

tijolo ecológico na sala

tijolo ecológico em lareira

tijolo ecológico em ambiente interno

tijolo ecológico branco

sala com tijolo ecológico

Quanto custa em média? #preço

Qual é o preço do tijolo ecológico? De modo geral, tudo depende da fabricante e do material, por isso é necessário fazer muitas pesquisas e orçamentos.

Segundo consta em alguns fabricantes, o preço do milheiro varia entre 750 e 1200 reais. Considere também a compra de canaletas e outros componentes essenciais para a instalação dos tijolos, bem como os custos com transporte.

Atente-se à qualidade e certificação da empresa antes de fazer a compra, bem como o laudo técnico dos produtos. Além disso, é essencial escolher sempre o mesmo padrão para que não haja diferença na concepção da obra.

Como é feito o tijolo ecológico?

O processo de confecção de um tijolo ecológico é bem simples, sobretudo em comparação à versão de cerâmica, conhecida e aplicada à tempos na construção civil.

Tanto a versão de solo-cimento quanto as demais são fabricadas no processo de compactação e prensa. Primeiramente, os materiais são misturados até ficarem totalmente homogêneos.

Em seguida, o tijolo começa a ser moldado, compactado e prensado em prensas manuais ou hidráulicas. Esse processo é simples e eficiente, deixando a estrutura com o mesmo aspecto do tijolo tradicional.

Após a prensagem, ele fica em processo de cura e secagem. O tempo estimado até o uso seguro é de 28 a 30 dias. A partir daí, o tijolo ecológico está pronto para o uso na obra.

Esse procedimento dispensa a queima, comum na confecção dos tijolos cerâmicos, evitando a produção de gases que poluem o ar, como o CO2. Por isso, sua aplicação é cada vez mais comum em diversos projetos.


De fato, o tijolo ecológico é uma alternativa sustentável incrível para variadas obras. Que tal investir nessa opção e ajudar o meio ambiente? Esperamos que tenha gostado do nosso post sobre o assunto. Comente e compartilhe. Boa sorte e até mais.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *