Cães de Guarda – As 15 Melhores Raças & Como Criá-los Corretamente!


Existem muitas raças de cães de guarda perfeitas para ter em casa, seja de pequeno, médio ou de grande porte. Esses animais têm instintos desenvolvidos para proteger e defender seu território de ameaças, por isso são treinados estrategicamente para agir em momentos de tensão.

Para criar um cachorro desses é preciso se atentar a muitos pontos, conhecer seus hábitos e saber como é o seu comportamento para ter uma boa convivência. Tudo depende da raça, por isso é essencial acompanhar nosso guia com os 15 melhores cães de guarda.

Saiba como criar e educar, quais os mais indicados para a sua necessidade e outras dicas que farão toda a diferença na escolha do melhor pet.

15 melhores cães de guarda e ótimas dicas para criá-los e treiná-los corretamente

15 melhores cães de guarda e ótimas dicas para criá-los e treiná-los corretamente

Desde que foram domesticados, os cães se tornaram companheiros inseparáveis do homem, não é à toa que são tratados como seus melhores amigos. Além de extremamente inteligentes e fiéis, muitos são direcionados para uma ação específica.

Há cães terapeutas, cães-guia para deficientes visuais, cães domésticos, cães que atuam como auxílio a bombeiros e policiais e também os cães de guarda. Muitas raças são ótimas para proteger a casa e os donos, além de possuírem um latido estridente e possuir um comportamento ideal para agir perante ameaças.

Mas, para ter um cachorro desses, é preciso conhecê-lo bastante, pois a criação é o que mais influenciará em suas ações, além do acompanhamento de um adestrador para que suas atitudes sejam moldadas. Com bons cuidados e muito carinho, seu cão de guarda saberá a hora certa de colocar seus dons em prática.

Como Criar e Educar um Cão de Guarda?

Segundo especialistas, os cães de guarda possuem características específicas que os diferenciam dos demais:

Obediência: o cachorro deve respeitar o dono e seu adestrador, por isso precisa ser treinado desde pequeno.

Rapidez e agilidade: um cão de guarda sabe identificar as ameaças e a hora certa de agir, sempre de forma rápida e eficiente. Geralmente são mais fortes, ágeis e resistentes.

Latido forte: latir é um dos métodos mais eficazes de afastar e assustar intrusos de casa ou de qualquer local em que o cão considere seu território. Por isso que muitos desses pets possuem uma audição mais apurada.

Postura: independente do porte, os cães de guarda chamam atenção com sua postura ereta, com a fisionomia, a expressão facial e a total capacidade de intimidação. O porte físico também conta, por isso muitos cães de grande porte são ótimos protetores.

Inteligência: cães desse tipo aprendem muito rápido e são facilmente adestrados, sobretudo se o treinamento começa quando ainda é um filhote.

De pequeno, médio ou grande porte, há cães ideais para qualquer necessidade

De pequeno, médio ou grande porte, há cães ideais para qualquer necessidade

Como criar um cão de guarda? A primeira coisa a saber é que um cão de guarda nunca deve ser treinado para atacar, e sim para reconhecer os momentos de perigo e agir estrategicamente perante as ameaças.

Muita gente confunde um cão de guarda com um cão de ataque. No primeiro caso, eles são utilizados para alertar, já os atacantes são aqueles usados por policiais em operações de risco e agindo apenas quando recebem um comando.

Há pets que servem para as duas funções, como o pastor alemão, porém há cachorros que têm potencial para se tornarem protetores mesmo que não sejam considerados de guarda. Tudo depende de um bom treinamento, por isso você deve recorrer sempre a um serviço especializado.

A convivência também faz toda a diferença. O dono deve respeitar os limites do cão e entender sua personalidade. Um cão de guarda geralmente é curioso, confiante, assertivo e não se intimida facilmente. Por isso, deve socializar desde filhote para se sentir confortável em todo o ambiente.

O adestramento prévio ajuda bastante e molda totalmente o comportamento do cão, porém os donos precisam acompanhar sua evolução e ajudar nesse processo. Os passeios frequentes são essenciais, assim como as recompensas e as broncas necessárias.

É preciso saber que um cão de guarda não é necessariamente um cão de ataque

É preciso saber que um cão de guarda não é necessariamente um cão de ataque

Como educar um cão de guarda? Com a socialização e o treinamento, o cão de guarda reconhece passos básicos de obediência e começa a confiar ainda mais em seu dono. Os comandos para ficar, sentar e deitar são fáceis de ensinar e primordiais para que eles aprendam técnicas mais avançadas conforme seu crescimento.

A partir daí, é possível ensiná-lo a usar o latido para alertar situações de perigo, como a presença de pessoas estranhas em casa, barulhos e quaisquer ameaças. Para isso, é necessário usar um único comando e repeti-lo várias vezes até que o pet se acostume.

A prática é essencial para que um cão de guarda desenvolva suas melhores habilidades. O dono deve ser firme ao passar os comandos e ter coerência em sua educação, sempre recompensando quando necessário. Além disso, os momentos de interação e carinho não podem faltar.

Simular situações é uma boa ideia, mas é indicado que isso seja feito apenas por um especialista. E do mesmo modo que é o cão é instigado a latir, há também boas técnicas para que ele fique em silêncio.

O instinto protetor já faz parte dos cães de guarda, por isso esses processos são realizados apenas para moldar seu comportamento.

Embora muitos cães de guarda possam se tornar potenciais cães de ataque, não é indicado ter um desses em residências comuns.

A criação impacta totalmente no estilo de vida, nas atitudes e na agressividade do cachorro. Por isso é sempre bom contar com o apoio de veterinários e especialistas em adestramento.

Se você tem um cão de guarda em casa, sinalize sua presença com uma placa na entrada para alertar intrusos e até as pessoas que possam – por inocência – querer interagir com o animal.

 15 Melhores Raças de Cães de Guarda

Com essas informações e dicas ficará mais fácil criar e educar um pet desse tipo. Para escolher o melhor para sua casa, conheça as 15 melhores raças de cães de guarda de acordo com seu porte e comportamento.

Porte Pequeno

Pinscher Miniatura

O nome já diz muito sobre essa raça, mas o fato de ser pequeno não é empecilho para que esse cão tenha um instinto protetor e até se envolva em brigas por conta de seu território.

Entre as suas principais características está o latido estridente. Além disso, é extremamente ativo e tem muita energia para correr e brincar. Costuma ser obediente com os donos, mas é desconfiado com estranhos e tende a morder caso se sinta ameaçado – por isso você não deve tocá-lo logo no primeiro contato.

É robusto e gosta de muitos estímulos, aprende rápido e caso não seja educado e monitorado pode se tornar teimoso e desastrado. No mais, a curiosidade e as habilidades ágeis fazem do pinscher um ótimo cão de guarda, e com um bom treinamento ele ajudará a proteger desde pequenas casas até grandes locais.

Pinscher miniatura

Pinscher miniatura

Pinscher miniatura

Pinscher miniatura

Pinscher miniatura

Chihuahua

Apesar de estar entre uma das menores raças do mundo, o chihuahua chama atenção pela sua coragem, temperamento forte e instinto protetor. É um cão reservado com estranhos, mas com a convivência acaba se adaptando com os donos e demais cachorros da casa.

A curiosidade é  outra característica desse cachorro, um tipo perfeito para criar em apartamentos e espaços menores. Tem um latido forte e é extremamente atento. Percebe qualquer barulho e tem espírito vigia, por isso é incluído na lista dos melhores cães de guarda para ter em seu lar.

Chihuahua

Chihuahua

Chihuahua

Terrier Tibetano

O terrier tibetano é conhecido pela sua pelagem longa, abundante e macia. É um cão muito dócil e que tem muita energia, por isso convive bem com crianças e com todos os moradores da casa – além de outros animais de estimação.

É considerado um bom cão de guarda porque está sempre em alerta. É capaz de identificar qualquer movimento suspeito e pode ser treinado facilmente devido a alta inteligência e potencial de aprendizado. Se você procura um cão leal e cativante, o terrier é a melhor escolha.

Terrier tibetano

Terrier tibetano

Schnoodle

O schnoodle é lindo e possui muitas variações, porém o comportamento é semelhante. É resultado do cruzamento do schnauzer com o poodle, por isso tem esse nome. Um cachorro super amistoso, companheiro e com muita energia para brincar com as crianças.

Quando adulto, porém, seu faro apurado e seu instinto independente se afloram, por isso acaba sendo um ótimo cão de guarda para se ter em casa. É ágil, costuma latir muito e cria uma fidelidade total com seu dono, além de não ter potencial agressivo.

Schnoodle, um cão de guarda de pequeno porte

Porte Médio

Boxer

O boxer é um clássico cão de guarda, uma das raças mais populares do mundo. Inteligente, de fácil convivência e com muita energia, por isso precisa ser criado em locais com muito espaço.

É altamente expressivo e curioso, além de um pouco teimoso. Precisa de treinamento desde filhote para que responda aos comandos e saiba agir nos momentos certos. É um bom companheiro e apegado, mas demora um pouco para se acostumar com estranhos.

Ter um boxer em casa exige muitos cuidados, como adestramento desde filhote, boa educação, passeios diários e atividades frequentes.

Boxer

Boxer

Boxer

Akita Inu

Uma das raças mais populares do Japão, seu país de origem, se popularizou no mundo todo devido a sua lealdade e o espírito protetor, um dos cães mais companheiros para criar. Esse é o protagonista do famoso filme Sempre ao seu Lado – a partir daí já dá para ter uma ideia do comportamento dessa raça.

Por tudo isso, inclui-se o akita no hall dos melhores cães de guarda. Possui ótimas habilidades para reconhecer perigos e ameaças, além de ser muito ágil, inteligente e destemido. Segundo uma lenda japonesa, seu grau de lealdade é tão grande que ele escolhe o seu dono e é capaz de protegê-lo como um verdadeiro samurai.

É bastante dócil, mas também necessita de treinamento, pois pode se tornar agressivo caso não seja bem educado. Tem uma postura ostensiva que é capaz de assustar, e desde que tenha um bom adestrado pode se tornar o melhor cão de guarda para ter em casa.

Akita Inu

Akita Inu

Akita Inu

Chow Chow

O chow chow é chamado até de guardião da família. A partir desse termo já dá para imaginar porque esse é um bom cão de guarda. Com a pelagem vistosa e a famosa língua azul típica de algumas espécies, lembra até um leão, tanto pelo aspecto físico quanto pelo comportamento.

Tem origem oriental, porte médio e é bastante robusto. É um cão nobre que convive bem com o dono, principalmente as crianças, apesar de ser um pouco reservado. Tal temperamento pode afastar os curiosos, por isso é indicado para proteger as casas.

Além disso, o chow chow é um bom cão de caça, ainda mais quando bem treinado. Tem potencial para se tornar um cão de ataque, pois está sempre em alerta e obedece facilmente os comandos. Seu latido é forte e facilmente reconhecido. Não precisa se exercitar frequentemente e com o tempo torna-se muito leal aos donos.

Chow Chow

Chow Chow

Chow Chow

Cane Corso

O cane corso tem um aspecto robusto que impressiona. É muito atlético, elegante e forte, com um temperamento leal e muitas vezes dependente. É um cão facilmente treinado e perfeito para receber comandos, por isso está entre os queridos dos adestradores.

Adora atenção e cria apego facilmente, podendo se tornar um excelente cão de guarda, capaz de captar qualquer ameaça que esteja presente em seu território. Se adapta facilmente a qualquer ambiente e pode se dar bem com estranhos caso seja bem apresentado. É ágil e fácil de cuidar, tratado muitas vezes como um verdadeiro cão líder.

Cane Corso

Cane Corso

Cane Corso

Porte Grande

Pastor Alemão

Outro cão muito popular e facilmente reconhecido é o pastor alemão. Tem um porte grande, é totalmente instintivo, ágil e leal ao dono. Típico cão de policiais, é facilmente treinado e responde muito bem aos comandos. Em casa, é um dos melhores cães de guarda.

O comportamento desse pet depende muito da atenção que recebe dos donos. É um bom companheiro e se afeiçoa a todos os moradores da casa, criando uma relação protetora com as pessoas e seu território. Adora desafios e atividades ao ar livre, além de ser ansioso e comprometido. Uma opção essencial para qualquer família.

Pastor Alemão

Pastor Alemão

Pastor Alemão

Pastor Caucaso

É um cão de grande porte que tem origem russa e um aspecto muito calmo. Ótimo para treinamentos e para receber comandos dos adestradores e donos, agindo com eficiência quando está em situação de risco.

Um pet que é bastante tranquilo e sabe atacar quando necessário, utilizado até para atividades de pastoreio. Possui pelos de várias cores, é altamente companheiro, protetor e equilibrado.

Pastor Caucaso

Pastor Caucaso

Rotweiler

Outro cachorro muito conhecido é o rotweiler. Há quem atribua seu comportamento à agressividade, o que não faz sentido desde que o pet tenha uma boa criação e adestramento.

De fato, os rotweilers são perfeitos cães de guarda, os prediletos de muitos profissionais de defesa. Para se ter ideia, é utilizado desde o período das grandes guerras para auxiliar os soldados e militares, em grande parte devido a sua destreza, força, facilidade de aprendizado e lealdade.

Em geral, esse cão é extremamente dócil e amoroso, adora receber carinho e é extremamente territorialista. Precisa de socialização desde cedo, assim como atividades que instiguem suas capacidades e habilidades.

Rotweiler

Rotweiler

Rotweiler

Doberman

Todos ficam impressionados com o porte elegante do doberman. É um cão clássico e de origem nobre, conhecido por estar sempre em alerta, com um instinto protetor surpreendente e largamente utilizado pela polícia.

Tem um porte grande, um corpo quadrado e musculoso, muito fácil para treinar e responder comandos. Se você procura um pet com grande espírito protetor, esse é uma ótima escolha. É confiante, calmo e se dá bem com as crianças.

Altamente inteligente, o doberman sempre foi conhecido como um verdadeiro cão de guerra.

Doberman

Doberman

Doberman

Fila Brasileiro

Outra opção interessante para proteger sua casa é o fila brasileiro. Ele está na lista dos 15 melhores cães de guarda para criar e treinar devido as suas altas habilidades e características impressionantes.

É um cão extremamente corajoso e valente, aquele que dificilmente teme os perigos e é capaz de enfrentar qualquer ameaça quando recebe os comandos de ataque. O fila é muito apegado aos donos, porém é bastante desconfiado e territorialista com estranhos, por isso é essencial que seja bem educado e instruído ao lidar com pessoas que desconhece.

O fila brasileiro é dócil e obediente, precisa de muito espaço e tem um porte muito elegante.

Fila Brasileiro

Fila Brasileiro

Dog Alemão

É um dos cães com porte gigante, um dos mais altos do mundo. Apenas por essa característica já assusta algumas pessoas, por isso é visto por muitos como um cachorro agressivo. Porém, no geral o dog alemão é carinhoso, autoconfiante e apegado aos donos, agindo com bravura apenas em casos extremos.

O dog alemão é um cão essencialmente familiar e afeiçoado aos tutores, um pouco reservado com estranhos, mas que se acostuma fácil com outras pessoas. Embora não seja utilizado por policiais, é capaz de aprender comandos de ataque e obediência, por isso depende de um bom treinamento para apurar suas habilidades protetoras.

Dog Alemão

Dog Alemão

Dog Alemão

Bullmastiff

O bullmastiff é altamente obediente, um cão forte e de grande porte, bastante parecido com o dog alemão. Tem instinto de guarda e é muito corajoso, com uma força impressionante e altas habilidades.

Além disso, é essencialmente amoroso e adora o convívio familiar, sendo muito leal com os donos e um pouco desconfiado com estranhos. Embora seja grande, é tranquilo e raramente faz barulho e bagunça pela casa. Essa característica permite que perceba qualquer ameaça e saiba agir em situações de risco.

O mastiff é um cão clássico utilizado como protetor dos imperadores na Idade Média, e desde então foi treinado para proteger sua família e território. Não é por menos que é um dos melhores cães de guarda do mundo.

Bullmastiff

Bullmastiff

Bullmastiff


Essa foi a nossa lista com os 15 melhores cães de guarda para criar e ter em casa. Faça uma boa pesquisa e considere as dicas para escolher a raça que mais se adapta a sua rotina e necessidades. Converse com especialistas e, se possível, adote. Esperamos que tenha gostado. Boa sorte e até a próxima!


Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *